quinta-feira, 28 de abril de 2011

27 de abril

Olá, queridos!

     Ontem foi um dia movimentado tanto em Madri como Alcalá.

     Aqui, na roça, houve a entrega do Prêmio Cervantes a escritora Ana Maria Matute. O prêmio é entregue pelo rei Juan Carlos II no dia do falecimento do escritor, mas por causa da Semana Santa foi adiado para ontem. A cerimônia ocorre na sala Paraninfo, na Universidade de Alcalá. Desde cedo havia policiais e soldados por todos os lugares.

  O outro acontecimento foi a "Noche de los Libros", em Madri e arredores. Além de atividades culturais as livrarias estavam dando descontos de 10% !! Infelizmente, não foi suficiente para dois estudantes sem subsídios aproveitarem.

  E, finalmente, o jogo Real Madri x Barcelona que enche bares, ruas e o Santiago Barnabéu. Fomos assistir com amigos a metros do estádio. Emocionante, como sempre!

terça-feira, 26 de abril de 2011

Pão anti crise

Dulces penitentes

Olá, queridos!

      Páscoa também tem suas guloseimas típicas, certo? Aqui também! Descobrimos um doce chamado "penitente" e em um esforço incrível de reportagem tivemos que prová-lo. O "penitente" é um cone de biscoito com calda de chocolate, recheado de creme, chantilly ou chocolate. Alguns ainda são enfeitados com castanhas. Assim fica fácil fazer penitência!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Instrumentos de Tortura

Olá, queridos!

     Em Toledo havia uma exposição de antigos instrumentos de torturas! Minha curiosidade histórica falou mais alto e não resisti. Estavam lá todo aparato necessário para extrair a confissão do acusado ou da acusada.











O interessante é que alguns serviam para torturar lentamente e outros matavam com rapidez. Ainda estavam expostos aqueles que tinham a intenção de humilhar publicamente quem o portava como era o caso das máscaras de ferro.










Mas a estrela era a "Donzela de Ferro" ou a boneca cheia de ferros pontiagudos, onde o acusado era introduzido. Ao contrário do que pensava ela não era usada para matar e sim para ferir. O preso era colocado ali e aos poucos a "porta" se fechava sobre ele. A morte vinha apenas caso o indivíduo não colaborasse...

http://www.rumoamadrid.com.br/site/

domingo, 24 de abril de 2011

Museu dos Concilios e da Cultura Visigoda

Olá, queridos!

  Em Toledo, na antiga igreja de São Romão está o museu de arte visigoda. Vamos lembrar das aulas de História da tia Maricota: os visigodos eram os "bárbaros" que se instalaram nesta parte da península ibérica e foram se convertendo para o catolicismo. Primeio, para a versão ariana. Depois, para a versão romana.














 Mais tarde vieram os muçulmanos.O templo foi construído, justamente, sob as ruínas de uma mesquita. Atualmente se podem ver nas paredes as antigas pinturas e inscrições em árabe. Já no antigo altar se conserva o retábulo do séc. XVI que é absolutamente divino.









A coleção do museu consiste em objetos retirados dos antigo túmulos ou achados em escavações. Há objetos do cotidiano e belos exemplares das coroas visigodas com joias e as letras do nome do soberano. Os alunos da tia Maricota iriam adorar esta aula !

sábado, 23 de abril de 2011

Semana Santa em Alcalá de Henares - parte II

Olá, queridos!

    Alguns detalhes da procissão da sexta-feira da paixão. As casas se enfeitam também geralmente com as cores da bandeira espanhola. Ao contrário do Brasil, onde o doce típico é o chocolate, aqui são as torrijas ou seja: rabanada! Sim!! Rabanada se come na Páscoa. A base é a mesma, porém há variações para todos os gostos: com vinho, mel, creme, etc.







Quanto à procissão as imagens são ricamente enfeitadas. No momento em que elas saem da igreja são aplaudidas pela multidão, mas o povo fica em silêncio, só quebrado pela música.


















Muitos podem pensar que o evento é para os numerosos vovôs. Nada mais longe da verdade. Gente de todas as idades tanto adolescentes com su eterno gel "Cristiano Ronaldo" quanto as mocinhas que mal sabem sustentar a mantilha. Tudo em nome da tradição!









Semana Santa em Alcalá de Henares

Olá, queridos!

     Alcalá não é Sevilha, mas tem uma Semana Santa movimentada. As procissões saem desde a semana anterior, mas o auge, claro, é na sexta da Paixão. São três procissões: a primera, às seis da manhã; a segunda, às 19:15 e a última, às 20:30. O clima, porém, não ajudou e quase as confradias cancelam a saída.








As procissões são responsabilidade dos leigos. Neste caso, da confradia de Maria Santa Virgem da Solidão Coroada e do Sagrado Descendimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. As duas imagens ficam expostas na igreja de Santa Maria e são lindíssimas. Só saem de lá para esta procissão.

    Na procissão todos tem seu lugar. Penitentes com correntes nos pés, crianças, jovens e pessoas da terceira idade. As mulheres vão de luto, mantilha negra, terço na mão, muitas joias e devidamente maquiadas. Há de tudo, mas pouco sentimento religioso, já que a procissão é uma oportunidade de ver e ser visto.



As imagens saem da igreja e são acompanhadas por banda de música. Aqui o prefeito também comparece e vai caminhando lado a lado com o bispo de Alcalá. Um detalhe importante é que a cerimônia começa com a execução do hino nacional espanhol.
www.rumoamadrid.com.br


sexta-feira, 22 de abril de 2011

Procissão de Sexta-feira Santa

video

Cripta da Catedral de Madri

Olá, queridos!

     Para entrar no clima da Semana Santa nada melhor que um post sobre uma das igrejas mais lindas de Madri. A cripta fica exatamente embaixo da catedral de Almudena, possui 400 colunas, vinte capelas com vitrais e imagens lindas. A fim de ressaltar esta beleza toda fizeram uma iluminação especial onde a sensação de amplitude aumenta.







Entre outras pinturas, destaco o retábulo da Assunção de Nossa Senhora. A cripta começou a ser construída antes da catedral e aberta ao culto em 1911.











Na verdade, ali estão enterrados os benfeitores do lugar e religiosos. Ao contrário do que temos visto, até hoje há gente fazendo dali sua última morada.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Garcilaso de la Vega -Toledo II

Olá, queridos!

   Estivemos novamente em Toledo. Desta vez com a nobre tarefa de acompanhar minha irmã. Valeu a pena o repeteco porque sempre se descobre algo novo.Fizemos um novo caminho e visitamos o museu visigodo, uma exposição sobre instrumentos de tortura (só eu tive coragem de entrar) e a catedral, óbvio. O bom de Toledo é se perder nas pequenas ruas. Acabei achando a estátua Garcilaso de la Vega, que foi um dos primeiros escritores a relatar as guerras dos espanhóis em solo peruano.

http://www.rumoamadrid.com.br/site/












quarta-feira, 20 de abril de 2011

Convento das Franciscanas Concepcionistas

Olá, queridos!

  Uma igreja com a portas abertas é uma igreja visitada! Dessa vez tive a sorte de visitar o convento de Santa Úrsula da ordem das Franciscanas Concepcionistas. As monjas tem como fundadora santa Beatriz da Silva. Silva?? Pois é! A santa é portuguesa com certeza. No mosteiro ainda vivem nove monjas que pude vislumbrar pela grade.

 





O templo está em refomas, mas as imagens e quadros são lindos. Há uma confradia que é responsável por duas procissões da cidades: a sexta-feira que antecede a Semana Santa e na sexta-feira da Paixão. O detalhe é que eles saem às seis da manhã! Isso é que ter fé, minha gente.

Esculturas interativas

Olá, queridos!

      Madrileando por aí realizei três sonhos de posar interagindo com outras esculturas urbanas de Madri. A primeira, localizada no alto da calle Carretas, retrata um lixeiro. É o tipo de profissional que a gente só valoriza quando não está ali. Achei muito justa a homenagem, mas não resisti e acabei dando umas ordens ao rapaz.

 







 A segunda ao lado da mocinha do escritor Juan Valera, cujo monumento é de 1928. A mocinha está lindamente vestidas, mas desolada, com cartas espalhadas pelo chão. Pobrezinha!

   








terça-feira, 19 de abril de 2011

Detalhes de Madri

Olá, queridos!

    Resolvi chamar este post de "detalhes" e não de "curiosidades curiosas" porque vou mostrar aquelas pequenas situações que são exatamente isso: diminutas. Para começar o ponto zero de Madri, em frente a sede da prefeitura, na Porta do Sol. Ali, supostamente, é o coração da Espanha. Aliás, a capital está localizada exatamente no meio do país. Os catalães discordam, claro.







 Já o outro "detalhe" encontramos perto da Plaza Mayor onde um vovô-relojoeiro faz a alegria dos passantes de hora em hora. É um boneco mecânico muito fofo! Tivemos sorte, pois passávamos em frente exatamente no horário da performance. Ele é conhecido como o relojoeiro da calle del Sal e o autor do desenho é o grande
Mingote.








Para finalizar, passeando rumo ao Círculo de Belas-Artes, o fotógrafo Wagner encontrou um ângulo mais que perfeito das quadrigas. Elas foram colocadas ali em 1922, em cima do Banco de Bilbao. De lá tomam conta de toda cidade e ainda disfrutam de uma vista privilegiada. Inveja branca!








segunda-feira, 18 de abril de 2011

Salir de tapas

Olá, queridos!

     Uma das melhores vantagens da Espanha é a quantidade assombrosa de bares. De todas as especialidades, variedades e bolsos. Os madrilenhos costumam dividir a noite em duas: "salir de tapas" quando o povo começa a fazer aquecimento em algum bar e, logo após, o "salir de fiesta" quando a galera vai para alguma boate. As "tapas" são os petiscos que a casa oferece quando o cliente pede uma bebida. Isso mesmo: o-f-e-r-e-c-e! Há cidades que tem, inclusive, circuito de tapas. Domingo fomos ao mais tradicional bairro de Madri para praticar este esporte: La Latina. Começamos com as "patatas bravas" e depois fomos a outro lugar comer croquetas, huevos revueltos e um sanduíche quente de jamón ibérico. De "tapas" nos serviram as típicas azeitonas locais. Ai, meu fígado!

Basílica de são Francisco, o Grande

Olá, queridos!

     
  Caminhando em direção a La Latina entramos na igreja de São Franciso, o grande. O templo é o mais bonito de Madri, com pinturas que parecem saltar das paredes, estátuas dos profetas e uma cúpula inteiramente pintada. Já é a segunda vez que entramos. Na primeira fui obediente e não tirei fotos. Mas agora, que Deus me perdoe, não resisti.





Desde o século XIII já existia uma ermida ali que foi derrubada e dando espaço para sucessivos edifícios. O atual é do séc. XVIII, mas a sua decoração data do fim do séc. XIX. Anexo está o convento dos franciscanos que já serviu de tudos: cavalariça, hospital, etc. A igreja é redeonda e ladeada de sete capelas. Como estavam celebrando a missa não pude tirar tantas fotos como gostaria, mas valeu a pena.







domingo, 17 de abril de 2011

Domingo de Ramos

Olá, queridos!

   Hoje começa a Semana Santa e aqui a celebração é séria. Claro que na cidade grande muita coisa se perde. Em Madri são poucas as confradias e irmandandes que cuidam das procissões. Em Alcalá, cidade menor, a programação é extensa. Não chega a ser comparada com a de Sevilha, lógico, mas a semana promete.







Este domingo encontramos várias pessoas com seus ramos na mão a fim de participar da procissão de Ramos. Também algumas confradias já saem hoje como a dos Estudantes, de Madri, localizada na basílica de São Miguel. Os enfeites, as flores, as velas e todo o ritual em torno do Cristo agonizante ou de Nossa Senhora das Dores é impressionante. E só estamos no começo...

sábado, 16 de abril de 2011

O Papa vem aí

Olá, queridos!

 Madri se prepara para abrigar a Jornada Mundial da Juventude. Católicos do mundo inteiro virão para o evento que contará com a presença do papa Bento XVI. As igrejas espanholas já colocaram faixas nos templos para saudar a presença de Sua Santidade.

  Sei que ainda temos a imagem de uma Espanha tradicionalmente católica. No entanto, a realidade é bem diferente. As igrejas estão cheias, mas de gente idosa. As festas religiosas continuam, mas se resumem a isto: festa. Há grupos que partem para agressão como os estudantes que depredaram parte da capela da Complutense. Inclusive já estão preparados vários protestos contra vinda do papa. Os tempos mudaram.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Família pato

Olá, queridos!

 Perto de casa passa o rio Henares. O trecho é mais um valão, mas os patos parecem gostar. Decobri essa semana uma pata e seus quatro filhotinhos fofos nadando por ali.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Maquiagem

Olá,queridos!

   Em terra de clima seco a mulherada aproveita. Ao contrário do Rio, onde só podemos passar um batom, aqui as meninas se maqueiam para ir à padaria. Não sei se é a influência árabe, mas as chicas valorizam os olhos com sombras, delineadores e rímel. Quanto mais escuras melhor. Nos lábios só um batonzinho bem suave e só. Ainda não me adaptei, mas chego lá.

De ônibus na Espanha

Olá, queridos!

  Quando chegamos aqui esperávamos realizar todas nossas viagens de trem. Aliás, como JK acabou com nossas ferrovias, a gente tem que aproveitar. Mas ao chegar aqui- ó decepção- descobrimos que o meio mais barato de viajar é de ônibus. Eu sei que tem as companias low cost, mas essas são para meninos. Onde já se viu mulher viajando com apenas uma malinha?







 Não tardamos a perceber as diferenças. Aqui é cada por si. É o passageiro que colocar a sua bagagem no ônibus. Outro detalhe: as passagens mais baratas são para ônibus que não tem banheiro. O motorista tem que parar toda hora e não adianta passar mal no meio da viagem. Igualmente, os ônibus aqui fazem conexão. Quando fomos para Nantes alguns passageiros desceram e pegaram outro veículo para prosseguir viagem. É o motorista que chama. E ai de você se não entende a pronúncia do sujeito!

www.rumoamdrid.com.br

Catedral velha de Salamanca

Olá, queridos!

     Anexa à catedral está o antigo templo. É ali que são realizados casamentos e as missas encomendadas. Também está parte do arquivo da Guerra Civil. Só por isto já valia a visita, mas há mais! Está ali um retábulo impressionante no altar principal onde estão retrados os principais epsódios evangélicos. Fabuloso!

terça-feira, 12 de abril de 2011

Catedral de Salamanca

Olá, queridos!

    Esqueçam o que eu disse sobre a catedral de Barcelona. A catedral mais bonita da Espanha, até o momento, é a de Salamanca em estilo gótico em pleno séc. XVI, o templo é uma mistura bem sucedida de altares barrocos, arcadas góticas e túmulos.










 Somente a porta bastava um post, pois a fachada é lindamente esculpida. Outra curiosidade é a temperatura ambiente. Como foi construída com pedras pesadas, o calor inclemente não atinge a igreja. Imagino, entretanto, que no inverno deve ser congelante.















No interior, as capelas repetem o modelo de um altar principal, túmulos de gente ilustre e dois nichos com figuras de santos ou cenas bíblicas. Como a maior parte das igrejas na Espanha essas capelas são mantidas por confradias e irmandades. Na Semana Santa ela competem entre si para quem faz a procissão mais bonita. Mal posso esperar!


Para mais informações sobre turismo na Espanha em geral e Madri, em particular acesse: http://www.rumoamadrid.com.br/site/





segunda-feira, 11 de abril de 2011

Plaza Mayor de Salamanca

Olá, queridos!

       Continuando o breve, porém intenso passeio, cheguei à Praça Mayor. Esta tinha a função de ser o coração da cidade e foi este modelo que os castelhanos exportaram à América. A praça foi construída no séc. XVIII e é rodeada por um belo edifício.









Nas arcadas estão homenageadas as figuras principais da Espanha. Estão lá Santa Tereza, Cervantes e também alguns reis. Algo que me chamou atenção foi a inclusão do de dom Juan de Borbon, o pai do atual rei. Teoricamente, ele estava no exílio e nunca reinou na Espanha. Mas como rei nunca perde a majestade...