quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Greve Geral

Olá, queridos!

   Como vocês devem ter visto no jornal hoje, a Espanha está em greve geral. Os transportes, as universidades e a indústria aderiram em massa, o comércio e as escolas abriram parcialmente. Até as lojas  dos chineses fecharam. E absolutamente nada do governo funcionou. A TV pública ficou fora do ar o dia inteiro.









A greve foi convocada pelos sindicatos contra as reformas trabalhistas de Zapatero. Afinal, se ele quisesse receber ajuda da UE e do FMI tinha que cortar alguns ítens como aumentar o tempo da aposentadoria, subsídios aos remédios e outras coisas que antes eram chamadas de "direitos" e depois mudaram para "benefícios".

       Em Alcalá, não saímos pela manhã, pois agora está fazendo muito frio. Quando fomos passear após a siesta parte do comércio estava aberto.Aqui em casa,entretanto, não teve greve. Foi dia de faxina!

De Complutum à Alcalá de Henares

Olá, queridos!

        Esta semana estamos nos dedicando a conhecer a parte mais antiga de Alcalá quando era apenas uma aldeia romana e  depois elevada à categoria de  município. Por isso, visitamos as ruínas romanas. Não há muito que ver, pois as escavações são recentes. Há as colunas do Forum (que são falsas),  as termas e a "casa das torneiras"."Forum" não era só o prédio onde se concentrava a justiça, caros amigos advogados. Era onde se encontravam os prédios mais importantes da cidade. Um deles era o fórum e basílica civil, onde os julgamentos eram realizados, sentenças lidas, etc.








 Já as termas eram o lugar de sociablidade. Aberta pela manhã para as mulheres e à tarde, aos homens. Consistiam em várias psicinas de água quente, fria e massagens com azeite. Lá se contavam as últimas fofocas, intrigas políticas e as lutas dos gladiadores Ai, ai. E depois dizem que escravidão era uma coisa ruim! Estou sendo irônica, hein! Não me comprometam !!

  




O mais legal foi perceber a preocupação com a educação e a história. Além do folheto explicativo havia placas por todos os sítios aqueológicos. Ah! "Complumtum" em latim quer dizer "confluência dos três rios". Mas por que a cidade se chama Alcalá de Henares? Por quê a Universidade Complutense está em Madri e não aqui?? Mistério...Em breve contarei!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Brasil

     Ontem,  foi meu primeiro contato oficial com a instituição onde vou estudar quando participei de um seminário de 3 horas sobre planejamento estratégico para empresas. O que gostaria de dividir com vocês é o que já imaginava e pude confirmar durante o seminário: O Brasil é visto como um país de futuro próspero, e uma grande quantidade de estratégias e planos de negócio o têm na mira. O palestrante mostrou profundo conhecimento  sobre a formação política do Brasil, bem como sobre o mercado de telecomunicações. Falou também com entusiasmo sobre o Presidente Lula.
     Pude perceber que a empresa Telefônica de España é um orgulho para eles; digo isto porque o conferencista chegou a dizer que o sucesso da Telefônica no no Brasil pode compensar o que a Espanha poderia ter conseguido na época do Tratado de Tordesilhas.

Curiosidades curiosas de Alcalá - II

 Irrigando as flores!
 Um jeito charmoso de informar o nome da rua.
 Escultura "A estudante". Aqui tem muitas pela rua.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Tourada- parte 2


  O objetivo da corrida de touros ou da novilhada é o mesmo: matar o touro. Como? Bem, cada toureiro tem que provocar o animal e para isso, é ajudado pela "quadrilha", três colegas que o assistem e os "picadores" que vão espetar com o bicho com lanças pontiagudas. O toureiro terá três "tempos" ou "tercios", que duram uns oito minutos, para exibir-se e matá-lo.







   O ritual é bem definido. Primeiro entram dois cavaleiros que fazem uma saudação ao camarote real, ao presidente e aos assistentes que são os árbitros. Depois, os toureiros acompanhados de suas quadrilhas, os picadores, as mulas que retiram os cadáveres e o pessoal da limpeza. Saudações feitas às autoridades e ao público começa o espetáculo. Para minha surpresa, a bateria da máquina fotográfica descarregou e vou poupá-los das imagens mais chocantes.




Depois das saudações, orações, etc. soltam o bicho. A quadrilha e o toureiro o provocam.. Esta parte é emocionante. Incrível ver um homem se medir com um animal que pesa meia tonelada! Mas soa o clarim. Fim do primeiro tercio. Entram os picadores. Um deles deve ferir o touro no dorso. Detalhe: os olhos dos cavalos dos picadores são completamente vedados, pois o touro investe contra ele impiedosamente. Após este primeiro ferimento, os quadrilheiros espetam as banderilhas no bicho. O sangue jorra e o touro fica fraco, cansado e enfurecido. Fim do segundo tercio.



 Toureiro e touro se enfrentam. Em um primeiro instante, a capa rosa é utilizada para atraí-lo e o provoca também com gritos. Daí o "venga,venga" . O toureiro exibe sua maestria manejando a capa. Cada gesto parece uma dança, um balé. Seria lindo, realmente, se o oponente não estivesse todo ensanguentado.Troca-se a capa rosa pela vermelha e com esta, vem a espada. O objetivo é cansar mais o touro e enfiar a espada no seu dorso, direto ao coração. São três tentativas. Se o toureiro alcança na primeira é a glória. O touro morre imediatamente, o povo aplaude, acenam lenços brancos e ele roda a arena agradecendo. Se não consegue é vaiado e xingado como atacante que perde penalti. Vimos as duas situações acontecerem ontem.

           É isso. Torcemos para os touros descaradamente e vários turistas não ficaram até o final. Aqui em Madri estão recolhendo assinaturas para proibir a festa. Onde é que eu assino?

Tourada- parte 1

Olá, queridos!

 Quero deixar claro que éramos contra as touradas. Agora, somos militantes anti-taurinos convictos! Porém, "em Roma faça como os romanos" e onde mais iríamos assistir este espetáculo tão cruel? Fomos, então, não a uma "corrida de touros" e sim, às "novilhadas". A corrida de touros envolve animais acima de 600kg. A novilhada é para reses abaixo deste peso. São os toureiros em começo de carreira que participam das novilhadas . Vamos dizer que eles são a divisão de base. Uma festa para turistas e não para os "aficcionados" Aliás, para compreender as touradas é preciso fazer Doutorado na matéria ou nascer aqui.

         Seria uma agradável tarde entre amigos se não fosse a barbaridade infligida aos animais. O mais contraditório é que há uma parte bonita e interessante. Sério! Vou tentar explicar como se desenrola.





Para começar, a Plaza de Toros é dividida como qualquer estádio de futebol. Há os lugares mais altos e no sol, baratos; e lugares na sombra e baixos, mais caros. Como a novilhada não é tão importante como a corrida, os preços eram iguais para todos. Ficamos no melhor. Tal qual o Maracanã o que determina o preço é a visibilidade da arena. O nosso era o "tendido bajo" que pode chegar a custar 250 euros em dia de Fla xFlu. Não há conforto, pois a construção é de cimento. Se você quiser algo mais macio tem que alugar almofadinhas, que obviamente, dispensamos. Sigo no próximo post.

domingo, 26 de setembro de 2010

Fui às touradas em Madri -Las Ventas

 Plaza de Toros de Las Ventas construída em 1929 e inaugurada em 1931. O arquiteto foi José Espeliú e a decoração, de Manuel Muñoz Monasterio.


O edifício é lindo, pena que serve para um dos espetáculos mais tristes do mundo. Em estilo neomudejar foi construída em substituição da antiga praça que ficava no Retiro e foi consumida por um incêndio.
Aguardem!! Amanhã contarei tudo!!

Noivas!!

Olá, queridos!

          Continuando nosso passeio de ontem fomos ao Parque O'Donell. Muito lindo, espaço para as crianças e até um tanque com peixinhos! O mais curioso, porém, foi confirmar algo que tínhamos notado em Madri: os noivos, aqui, vão aos parques fazer suas fotos pós-boda e devidamente acompanhados dos sogros, padrinhos, damas-de-honra, etc.

   





  Discretamente e com paciência conseguimos fotografar alguns. Quando voltamos ao centro da cidade nos deparamos com outros casal, mas dessa vez, estavam em frente à Universidade, onde há um jardim lindo. A maioria dos casamentos aqui acontecem no civil e não no religioso e são realizados na prefeitura. Assim, ao voltarmos para casa, vimos um casal saindo de lá. Estão vendo? Esteja onde estiver sempre haverá uma noiva perto de mim!

      

Palácio de Laredo

Olá, queridos!

          Ontem, depois da faxina, ficamos em casa, mas saímos para aproveitar o fim de tarde. Afinal, o outono já se faz sentir e acabou o lado carioca de Madri/Alcalá. Pela manhã está fazendo frio. Fomos visitar o Palácio Laredo construído pelo artista de mesmo nome que foi, dentre outras coisas, prefeito de Alcalá. O exterior é em estilo mudéjar, aquele consagrado pelos muçulmanos no sul da Espanha.





          Igualmente, lá funciona o Museu Cisneiros, cardeal que tanto fez pela cidade. Ele fundou a Universidade, foi confessor de Isabel, a Católica e regente da Espanha duas vezes. Estão expostas as Bíblias que ele mandou recompilar em 3 línguas: grego, hebraico e latim. Há também um exemplar da Bíblia traduzida em aramaico.












  A sensação é que você está visitando várias épocas distintas. A de Cisneros, no séc. XVI, a de Laredo no séc. XIX e a de cada sala. Escultor, pintor e restaurador ele decorou os cômodos com um estilo de época diferente. Além disso há maquetes explicando como era a cidade no séc. XIII e XVII.
A roupa ali atrás era usada pelos universitários da época. Já pensou eu vestindo esse modelito?
    





O ponto alta da visita é o salão de bailes onde se promoviam as festas. Ele faz uma homenagem a todos os reis espanhóis dos séc. XIV e XV. Aí vocês podem ver Isabel e Fernando, os reis católicos. No entanto, a história de Lareda não termina bem., Sem dinheiro para terminar o palácio, ele deixa vários quartos em branco e o vende apenas 15 anos após tê-lo comprado. Triste, não?
Para mais informações turísticas: www.rumoamadrid.com.br

sábado, 25 de setembro de 2010

La gran pantalla

Sempre detestei filmes dublados porque acho que o som original do filme não pode ser desperdiçado.
Para minha sorte, no Brasil, a maioria das salas de cinema exibem filmes com legenda.
Só que aqui na Espanha a coisa é diferente, pois mais de 90% das salas exibem filmes dublados.
Uma das atividades do curso de Espanhol de Juliana foi entrevistar um dublador profissional e ele
declarou: "Nunca falta emprego para dubladores por aqui". Bem, o que me resta agora é mapear os cinemas
de meu interesse e torcer para que elas não sejam muito longe de casa.

Festa da padroeira - parte 5

video

Chegada de Nossa Senhora del Val à igreja de Santa Maria onde é homenageada pela confraria local.

Museu Arqueológico Regional - Alcalá de Henares

Olá, queridos!

    Dia 17, depois de visitar o Museu da Casa de Cervantes, fomos ao Museu Arqueológico daqui. Não sou fã de história antiga, muito menos de pré-história. Por isso mesmo, não perco oportunidade de visitar um museu destes para aprender mais.









  Lá estão expostos vários fósseis de elefantes, tigres e outros animais que habitavam a região. Há um vídeo explicando como os homens primitivos faziam as cerâmicas e lascavam as pedras até as transformarem em lanças. E você pode tocar nas reproduções! O máximo!








Como tudo nesta cidade, o museu fica em um antigo convento. Algumas pinturas ainda estão aparentes e a cúpula é linda. A exposição temporal era sobre jóias antigas e faria a alegria de todas as minhas amigas!

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Em crise, porém com estilo.

Igreja de Sáo José da Montanha

Olá, queridos!

        Vocês não imaginam o quanto o blog está atrasado! Temos assuntos para postar até 4 vezes ao dia se fosse possível. Essa história aconteceu semana passada enquanto esperávamos para almoçar com a madrinha de todos os brasileiros em Madri, Maria Helena Leitão. Andávamos felizes e contentes quando ouvímos um sino. Perguntei para o jornaleiro e fomos para lá. Igreja bonita, estilo neogótico, séc. XIX. E quem tinha um altar em sua honra? Nossa Senhora de Guadalupe! Minha padroeira e de toda América Latina.



      Também vi uma senhora tocando orgão e me deu uma vontade de voltar a tocar...Assim que minhas aulas começarem vou tentar fazer isso. No mais, a igreja é linda. O cinza e o dourado contrastando fazem um belo efeito como vocês podem perceber com o antigo púlpito e o altar. O templo está dedicado a São José da Montanha.

Greve Geral

Olá, queridos!

      Quando começamos a contar sobre a nossa viagem todo mundo falava que seria fácil arrumar um trabalho aqui. Sempre replicávamos que a Espanha estava em crise. Depois, paramos. É incrível como temos a certeza absoluta que em um país estrangeiro as coisas serão mais fáceis. Não é bem assim. Nós viemos aqui estudar e pronto. O assunto do momento, dos jornais e das conversas é um só: a crise. A oposição não perde a chance de criticar Zapatero e este vai enfrentar eleições em breve. E agora?

   

Os sindicatos estão convocando uma greve geral para dia 29. Alguns dizem que será um sucesso, outro se opõe. Mas já fomos aconselhados a evitar sair de casa, pois pode haver repressão aos fura-greves. Pelo sim, pelo não, já estocamos a comida. Até a póxima!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Museu Sorolla

Olá, queridos!

Seguindo nosso caminho fomos visitar o museu Sorolla. Por quê? Simplesmente porque eu gostava de Sorolla e não sabia! Como disse, o tema da aula de conversação no curso foi arte e minha professora se concentrou neste pintor. Tínhamos que descrever os quadros, inventar estórias de ficção a partir das pinturas e líamos textos sobre sua vida.

Joaquín Sorolla nasceu em Valencia, portanto, à beira do mar. Seus principais modelos foram sua mulher e seus filhos. Ele adorava o tema da maternidade e da família. Trabalhou principalmente a questão da luz como vocês podem ver.









   O museu fica na sua antiga residência em Madri. Ele mesmo organizou sua estrutura e a esposa, Clotilde, deu continuidade. Vários objetos e móveis estão dispostos exatamente como na época em que eles viviam lá.A tarefa da aula de hoje era criar uma história a partir de um quadro. Qual não foi minha surpresa, já quase no fim, ver que a "minha" pintura estava lá. Não resisti e imitei a mocinha. Ah! Ela foi atriz do cinema mudo, cantora e se chamava Raquel Muller. Até que fiquei bonitinha, não? Até a próxima!

Calle Serrano ou Visconde de Pirajá?

 Olá,queridos!

       Como vocês sabem estou fazendo meu curso de espanhol esta semana. Só não contei a vocês que meu curso fica em Ipanema...ops! No Retiro, ao lado do parque do Bom Retiro, o bairro das embaixadas, dos bancos e grandes empresas. Meu curso fica exatamente na esquina da Porta de Alcalá. A rua, calle Serrano, abriga o comércio mais popular: Cartier, Gucci, Mont Blanc,Prada, Carolina Herrera, Ermenegildo Zegna, só para citar alguns mais humildes.




      Hoje, meu super marido foi me buscar para irmos ao Museu Sorolla e fomos passeando pela calle Serrano. Bem, quando vocês vierem, faremos nossas comprinhas básicas neste endereço.

   

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Madrileando por aí...


Jornais

Olá, queridos!

 Em nossa vida europeia fazemos o possível para economizar cada centavo. Assim, sequer cogitávamos comprar jornais ou revistas. Ok. Tudo está na internet, direis. Mas não é a mesma coisa. Lembrem-se também que Wagner e eu não temos o hábito de ver televisão, aparelho que agora possuímos, mas esquecemos por completo.

     Descobrimos a salvação. Há em Alcalá 4 tablóides que são distribuídos diariamente. Uns mais sensacionalistas, outros menos. As pessoas não só pegam como fazem questão de deixar para as outras. Nas estações, inclusive, há stands para isso. Depois de duas semanas analisando-os temos nossas preferências: o ADN e o 20 minutos. Até a próxima!!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Festa da padroeira- parte 4

Olá, queridos!

    Nao queria voltar ao assunto, mas ontem fomos supreendidos. Sempre aproveitamos para dar uma volta no fim da tarde para curtir a luz do sol (aqui anoitece às 21:00 no verao). Sempre vamos por caminhos diferentes e para descobrir um monte de coisas novas. Ontem, quando já nos preparávamos para voltar, vimos a prefeitura toda enfeitada. Que seria aquilo? Perguntamos para uma vovozinha simpática e ela nos responde: Nossa Senhora del Val voltará à catedral e passará antes por aqui para ser homenageada.

       Pronto! Fomos para a praça Cervantes, junto com os milhares de velhinhos que lá estavam e ficamos a esperar pela santa. Enquanto isso fizemos amizade com um casal muito simpático. 51 anos de casados, 8 filhos, 17 netos e 2 bisnetos.

       A procissão repetia a mesma ordem da anterior, mas a banda era dos paraquedistas. Linda demais e tocavam muito bem. Que Nossa Senhora del Val nos proteja. Até a próxima!

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Festa da padroeira - parte 3

 A música vai arrastando o povo. Nesta parte da procissão ninguém reza. Parece mesmo um desfile. Este é interrompido a cada momento para que os guardas descansarem. As igrejas repicam os sinos quando Nossa Senhora del Val passa diante delas.





De repente, a procissão para em frente à igreja de Santa Maria (falarei dela mais adiante). A presidenta da confraria local, com uma dúzia de rosas, e o páraco esperam a padroeira na escada. Os guardas manobram o andor de frente para a igreja. As autoridades se saúdam e os presentes cantam e alguém grita: Viva Nuestra Señora del Val e o povão responde: viva!



  O cortejo seguiu até a esquina da nossa casa onde o arcebispo fez um pequeno discurso e começaram a reza do terço até a ermida. Nao acompanhamos esta parte porque nao sabíamos se era longe e a caminhada tinha sido bem grande. Foi uma experiência fantástica!

Agua potable

            Ainda aproveitando  enquanto as aulas não começaram, estamos ajustando nossas rotinas para que nossa vida aqui tenha a mais rica experiência possível. Como não estamos levando vida de turista, algumas coisas aparentemente simples nos exigem um reaprendizado completo como fazer compras no supermercado
por exemplo,são horas de dedicação. Padrões de embalagem diferentes de nosso costume, além é claro de padrões de comportamento que devem ser cuidadosamente observados. Vou relatar um dos muitos casos: Depois de alguns dias comprando água mineral para beber, resolvi acabar com esta despesa  e comprar um filtro de água para nossa casa, é claro !!,  só que depois de muito procurar, não encontrei nada parecido com um filtro. Já havia perguntado para alguém daqui sobre água potável (potable) e me disseram que a água das torneiras é potável;bom claro que deduzi imediatamente que potable para eles tinha outro significado, como não ?. Mas depois do insucesso em encontrar um filtro, resolvi perguntar de novo para um funcionário do Carrefour, eu pude ler em sua face : "Você não está na África não meu filho...",  só então me convenci  e devolvi todas as garrafas de água para a prateleira.

Pausa: curso de espanhol

     Interrompo a narraçao da festa da padroeira para dizer que comecei meu curso intensivo de espanhol. Somos uma suíça-alema, uma francesa, uma australiana e uma alema. Gostei. Foi bom revisar os verbos na aula de gramática e o tema da aula de conversaçao foi arte.Ainda terei duas classes individuais hoje.

   Claro que as alunas acham que eu falo espanhol muito bem. Já as professoras nao compartilharam da mesma opiniao... ,-) Até a próxima!

domingo, 19 de setembro de 2010

Festa da padroeira- parte 2

Olá, queridos!

    Aqui na Espanha se mantém viva a tradição das confrarias, irmandades e festas religiosas. Claro que nem todo mundo participa pela fé e sim, pelo costume. Em Alcalá, observei poucos jovens na procissão, mas muitos devem estar agora no baile da praça Cervantes (não fomos porque amanhã começa meu curso de espanhol).

Uma procissão não serve apenas para a sociedade demonstrar sua fé no sobrenatural, mas também reafirmar seu poder político e econômico. A festa tem início na catedral com a saída da imagem da santa. Do lado de fora estão os guardas da vestidos a caráter e todas as associações culturais das diversas regiões da Espanha cada uma com seus trajes típicos; a banda de música e por fim, o arcebispo.



A música vai arrastando o povo. Nesta parte da procissão ninguém reza. Parece mesmo um desfile. Estea ermida. Nao acompanhamos esta parte porque nao sabíamos se era longe e a caminhada tinha sido bem grande. Foi uma experiência fantástica!