sábado, 15 de outubro de 2011

Da importância das elites e outras estórias

Olá, queridos!

        Era uma vez dois grupos de pessoas ricas que começaram a ficar mais ricas porque se ligaram à indústria. Para mostrar que tinham dinheiro, um desses gurpos começaram a levantar edifícios elegantes, com esculturas, ferro batido, mármore, luz elétrica e tudo mais que significasse modernidade e beleza na virada do século 19/20.








      O outro grupo preferiu investir em novas ideias, linhas curvas e vitrais em abudância.Ao longo do tempo, alguns foram destruídos, mas a maioria resistiu e hoje forma um belo conjunto capaz de deixar boquiaberto quem visita a cidade.

      



  Essa estória é real e se passou em Madri e Barcelona nas décadas de 10 e 20 do século passado. Ao contrário de Barcelona, onde os novos ricos apostaram na modernidade, os prédios de Madri são bem tradicionais. Não importa. O resultado foi idêntico, pois as duas cidades contam com uma arquitetura única. Porém, para isso, foi preciso uma elite que estivesse empenhada em construir e não em destruir tudo o que visse pela frente. Muito diferente do que aconteceu com a minha bela e amada cidade de Niterói. Lamentável!
Postar um comentário