domingo, 12 de fevereiro de 2012

Emilia Pardo Bazan

Olá, queridos!

     Nos meus saudosos tempos da faculdade de História se discutia muito a monumentalizaçao das cidades, as relações entre memória e história e, principalmente, quem merce ser "lembrado" e quem merece ser "esquecido". Aposto que se fizermos uma estatística em qualquer cidade do mundo, as mulheres sairiam perdendo em matéria de estátuas dedicadas a seus feitos. Madri engrossaria a lista. Entretanto, madrileando por aí, encontramos uma escultura a Emilia Pardo Bazan, escritora, inaugurada em 1926.

     Ela nasceu em família nobre e soube aproveitar a boa educaçáo que lhe deram. Aproveitou para introduzir o realismo na Espanha. Também sua vida sentimental foi todo um escândalo, pois se separou do marido e ainda teve seu namorios. Mesmo assim, seu talento foi maior e lhe fizeram esta homenagem na rua Princesa. Muito justo!
Postar um comentário