quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Mosteiro das Descalças Reais

Olá, queridos!

         
Quando Juana de Áustra, irmã do rei Felipe II e viúva do príncipe de Portugal, enviuvou e voltou para a Corte espanhola, fez o que muitas damas de sua posição faziam: fundou um mosteiro. A casa religiosa abrigaria mulheres nobres e seguiria a regra das clarissas. Assim estava criado o "Monasterio das Descalzas Reales" que ficaria no antigo palacete do tesoureiro do Rei.

            A visitação ao mosteiro só pode ser feita com os guias que vão mostrando as maravilhas como uma escada inteiramente pintada, pinturas e esculturas. Igualmente é possível ver algumas das 33 capelas. O número é significativo, porque representa a idade de Cristo e é o número máximo de religiosas que o mosteiro pode abrigar.O ponto alto da visita, para mim, foram as tapeçarias, retratando os monarcas e também os defensores da fé. Infelizmente, nem todos os recantos do mosteiro estão abertos, pois ainda há 19 religiosas que fazem dali o seu lar.
Postar um comentário