sábado, 7 de setembro de 2013

O sonho olímpico

Olá, queridos!

     
Esta semana até a crise deu lugar a notícia mais palpitante dos últimos dias: a escolha da cidade que vai sediar as Olimpíadas em 2020, depois do Rio. A prefeitura investiu pesado e colocou publicidade em todos os cantos possíveis. Há um ano comentava sobre este logotipo esquisito. A Porta de Alcalá está com um telão para o povo acompanhar o resultado. Esse clima de oba-oba a gente já conhece quando foi decretado ponto facultativo no Rio e tinha telão em Copa para as pessoas assistirem.

Fui contra a eleição do Rio por motivos óbvios. Uma cidade que não oferece o básico não pode sediar grandes eventos. Dizem que Madri já tem 85% da infra-estrutura construída. Acho que sim, a julgar pelo funcionamento da cidade. O que Madri deseja com essas candidatura? Sair da crise! Claro que não serão só os Jogos que farão isto, mas acredito que vai ajudar. O problema é acontecer o mesmo que no Rio: aumento descontrolado dos preços de aluguéis e da comida. Aí quem sofre é o morador como os cariocas já estão sabendo.









Postar um comentário