terça-feira, 14 de outubro de 2014

Museu do Modernismo Catalão

Olá, queridos!

 

   O melhor da viagem é se surpreender, certo ? Descobrir in situ lugares que não estão nos guias ou citados como passeios "menores". Pois dessa vez nem precisei andar muito para encontrar um lugar maravilhoso: o Museu do Modernismo Catalão que reúne móveis, pinturas, esculturas dos maiores artistas catalães do começo do século 20.

    Peraí! Barcelona já é um museu modernista a céu aberto sem contar todas aquelas casas (Bartló, Pedrera), etc. que podemos visitar. Não é exagero? Quanto mais informação melhor e porque não visitá-lo posto que estávamos ali? Dito e feito. Também estreei meu Barcelona Pass, cortesia da Barcelona Turisme, que permitiu aos integrantes do Encontro de Blogueiros entrar gratuitamente em qualquer instituição de arte da cidade.

   


O museu foi aberto em 2010, graças a um casal que colecionava peças do período modernista catlão desde os anos 70. Vitrais coloridos, móveis de linhas curvas, peças trabalhadas com esmero é o que se vê no primeiro andar. Várias delas pertenciam originalmente às famílias burguesas barcelonesas o que nos dá uma ideia dos gostos da época, como este banco feito pelo próprio Gaudí, em 1902, para a sala de Juntas da Casa Calvet.

     


No subsolo, esculturas, pinturas e um magnífico vitral. Cuidado para não esbarrar nas esculturas que não tem qualquer tipo de proteção. Confesso que fiquei tensa e terminei minha visita na ponta dos pés. Adore! Quadros com toques impressionistas, coloridos, cheios de vitalidade que retratavam cenas do cotidiano de trabalhadores ou mocinhas burguesas sorridentes que apenas esperavam o marido chegar.A tela ao lado chama-se "Remendando as redes", de Laurea Barral Buñol, de 1905. Concordam agora que vale a pena entrar nesta maravilha?

www.rumoamadrid.com.br
Postar um comentário