sexta-feira, 13 de abril de 2012

Catedral de Córdoba

Olá, queridos!

         Continuando nossa caminhada... Os árabes conquistaram Córdoba no século 8. Puseram abaixo uma igreja visigoda dedicada a san Valentin e construíram a mesquita. Quatro séculos se passaram quando o rei Fernando III, o Santo (sim, ele é canonizado), conquistou a cidade e iniciou a transformaçao de mesquita em catedral.












Aliás, cumpre observar que a mesquita náo foi destruída e sim conservada. Claro que inúmeras adaptaçóes foram feitas, mas o templo mulçumano ainda se conserva. Vale lembrar que os mulçumamos fizeram a mesma coisa com a basílica de Santa Sofia: esta passou de igreja ortodoxa à mesquita e agora é um museu, na Turquia.












Primeiro fizeram as cerimômias de praxe para "purificar" o lugar da influência islâmica. Outros tempos minha gente...Depois foram construindo as capelas laterais. A intervençao mais radical aconteceu no século XVI quando erigiram a nave principal, com o coro, cúpulas e um retábulo de pedra sensacional. O arquiteto Herna Ruiz, o Jovem, foi muito êxitoso em conservar o dourado e o branco, pois a claridade é aumentada com a luz do sol.










Como os bispos de Córdoba sáo também cardeais muitos sáo os túmulos dos religiosos entenrrados ali. No templo também está o pequeno museu dedicado à igreja de Sáo Vicente e fotos das escavaçóes levadas a cabo no século passado.
Postar um comentário