domingo, 25 de agosto de 2013

Catedral de Valência

Olá, queridos!


Como toda cidade grande, Valência tem sua catedral. Como em quase toda Espanha, a igreja-mor já tinha sido templo romano, catedral visigótica, mesquita e, finalmente, catedral outra vez. Dizem que o rei Jaime I mandou construi-la a medida que se derrubava a mesquita. A consagração aconteceu em 1238 e a construção incorporou vários estilos arquitetônicos. Assim é possível ir do gótico ao barroco, passar pelas pinturas renascentistas do altar principal (foto ao lado) e terminar nas capelas laterais neo-clássicas em um só lugar.









Ali também o valenciano e dominicano são Vicente Ferrer pregou. Aliás, a catedral abriga as relíquias de outro Vicente, o de Zaragoza, que foi martirizado durante dias em Valência no ano de 304. Como o santo era conhecido por fazer milagres usando seu braço esquerdo, o membro foi conservado por clérigos e hoje repousa atrás do altar-mor.






Como se não bastasse contemplar tantas maravilhas, a catedral é guardiã do "Santo Cálice". Lembram-se da história do Santo Graal contada pelo rei Artur e depois por Indiana Jones ? O próprio! Em uma capela especial fica o cálice que Jesus teria usado na Santa Ceia. Se é autêntico, sempre vai pairar a dúvida. mas tanto o papa João Paulo II como o papa Bento XVI o usaram quando visitaram a cidade.










Postar um comentário