segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Museu Fallero - Valência

Olá, queridos!

   
Ainda não fui às Fallas, mas visitei o museu dedicado à festa. As "Fallas" são festas organizadas em honra de São José, no mês de março, na cidade de Valência e arredores. Para quem sabe algo do carnaval carioca, entendê-las é muito fácil. Para homenagear o santo e a chegada da primavera são construídas ao longo do ano figuras - satíricas muitas vezes - e estas são exibidas ao público. Depois de três dias ou mais de exposição, as peças são queimadas. Horrorizados ? Mas o que dizer dos carros alegóricos que são abandonados na Francisco Bicalho ?










Essas figuras são erguidas e custeadas pelas comissões falleras que ao longo do ano promovem festas e outros eventos para arrecadar fundos. Alguma semelhança com os grêmios recreativos escola de samba? E se no Rio tem a feijoada, em Valência tem a paella para encher o estômago e conseguir uns trocados.








Como toda escola de samba tem sua rainha da bateria e a rainha do carnaval aqui temo, digamos, a miss Falla. Trata-se de uma mocinha bonita que deve estar em todos os eventos para promover a festa. A única diferença é que ela não precisa ter samba no pé e veste o traje tradicional valenciano. Ao lado temos Sandra Climent Jorda, eleita em 1997, "Fallera Mayor de Valencia".














Por fim, as Fallas também são um concurso para quem faz o monumento mais bonito. Há a Comissão Fallera para decidir em diferentes categorias. No entanto, quem decide mesmo é o povo que escolhe o ninot (boneco) que será indultado ou seja que literalmente vai escapar das chamas e vai integrar o acervo do museu Fallero. Ao lado temos "Country", indultada em 1988, de Augustín Villanueva Collar.

www.rumoamadrid.com.br
     
Postar um comentário