sábado, 21 de junho de 2014

Concepción Arenal

Olá, queridos!

     
"Dia de luz, festa de sol", mas sem barquinho a deslizar, porque estamos em Madri e não no Rio ou na minha amada Niterói. Passeando com os amigos no Parque do Oeste descobri uma bela escultura em homenagem a escritora e percussora do feminismo espanhol, Concepción Arenal.

Natural de Ferrol, mudou-se para Madri com a familia e conseguiu entrar na faculdade de Direito e se formar quando estava proibido que as mulheres cursassem o ensino superior. Escreveu contra a escravidão nas colônias espanholas, Porto Rico e Cuba, sobre a condição da mulher e educação. Também foi visitadora das prisões femininas e ajudou a organizar a Cruz Vermelha e a Construtora Benéfica que tinha como intuito fazer casas para os menos favorecidos.



Apesar de católica fervorosa, quem construiu este monumento foi a II República. Realizado em pedra e bronze por José Maria Palma Burgos e inaugurado em 1934, a obra sofreu vários estragos ao estar no campo de batalha que se transformou o Parque do Oeste no final da Guerra Civil. Achei justa a homenagem, pois a história de Concepción Arenal me faz lembrar que ainda há muito a ser feito neste mundo.

www.rumoamadrid.com.br
Postar um comentário