quinta-feira, 19 de junho de 2014

Proclamação do rei Felipe VI

Olá, queridos !

       
19 de junho. Corpus Christ para os católicos. Nem sempre é feriado em Madri, mas este ano, como outros festivos haviam caído sábado ou domingo, o governo podia decretá-lo como feriado. Dia lindo de primavera madrilenha, céu azul e temperatura subindo. Dia triste, pois foi logo após quando a Espanha havia sido vergonhosamente eliminada da Copa pela Holanda e pelo Chile. Dia histórico: hoje começa o reinado de Felipe de Borbón e Grécia.

   


Sei que a imprensa destacou sobre aqueles que estão descontentos com o atual regime, sobre o movimento republicano e, principalmente, sobre aqueles que desejam convocar um referendo para decidir de uma vez por todas se o país segue como república ou monarquia. Mas hoje foi um dia daqueles para fazer os cidadãos se unirem em torno desta entidade chamada Nação e desta figura denominada Chefe de Estado.










Estava lá em frente ao Palácio das Comunicações. Queríamos ter ido ao palácio Real, mas já estava tudo fechado e cheio de gente. Muitas famílias, jovens, idosos, turistas desavisados e curiosos. Todo mundo ali querendo "fazer parte" deste dia histórico. Quando o carro que trazia Felipe VI apareceu pensei que seria testemunha de uma comemoração de gol com gritos e bandeiras. Mas não. Assim como a sucessão foi um ato simples, mas emocionante, as pessoas aplaudiram e agitaram as bandeirinhas e só. Os edifícios públicos como a Casa de América (primeira foto) e o Banco de Espanha (ao lado) estavam enfeitados de vermelho e amarelo, assim como o metrô e os ônibus.





No mais, torço para que tudo dê certo. O caminho não será fácil. Tem referendo na Catalunha em novembro, tem o descrédito da instituição, tem a irmã e o cunhado num imbróglio judicial. Porém como se diz aqui em atos oficiais: Viva o Rei, viva Espanha.


www.rumoamadrid.com.br

Postar um comentário