sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

A gruta de Massabielle

Olá, queridos !
   
 O ponto alto da visita em Lourdes é a gruta. Não importa quão bonitas sejam as basílicas, o que todo mundo quer ver e tocar é a água brotando das pedras e aquele pedacinho onde Nossa Senhora teria estado. Chegamos pela porta de São Miguel, a fim de percorrer toda esplanada e entrar no clima de "procissão". Como era inverno o número de turistas, peregrinos e doentes, cai sensivelmente, pudemos aproveitar com calma o ambiente místico que rodeia.

   









 A gruta é pequena. No alto a imagem de Nossa Senhora tal qual foi descrita por Bernadete. E das paredes, continuamente, vai gotejando água. Os céticos dizem que por estar ao lado do rio seria natural que brotasse água dali. Mas o que descobriram é que a água do rio nada tem a ver com a da gruta! A nascente está protegida por um vidro e o curso foi canalizado para servir as milhares de torneiras onde todos podem saciar sua sede e levar desta água para casa. A gruta também serve de capela e ali são realizadas missas.

     








 Mais a frente temos os velários ou estruturas de ferro onde você pode acender a sua vela e fazer sua oração. Há velas de todos os tamanhos, tipos e preços e creio que algumas devem arder por anos tamanha a grossura. Da minha parte, escolhi um velário que tinha uma inscrição em português, comprei a vela básica e acendi pelos meus queridos, presentes e ausentes.






Para mais informações sobre Madri: www.rumoamadrid.com.br
Postar um comentário