sexta-feira, 11 de julho de 2014

La fuente y el rio

Olá, queridos!

     
Aos poucos, a gente vai se apropriando da cidade, conhecendo os artistas e, assim, saindo do circuito clichê. Para quem acha que os únicos artistas espanhóis se resumem a Pablo Picasso e Salvador Dalí, encontrar uma escultura na rua e depois perguntar para oráculo sua história e autoria é uma ótima oportunidade de aprender na prática. Na esquina da calle Serrano com calle del Marquês de Villamagna tem uma escultura fantástica. Um homem (ou uma criatura) parece abrir seu corpo e de lá extrair água. O nome da obra é "A fonte e o rio" e foi criada pelo escultor Pablo Serrano, em 1973. Além dela, podem ser encontradas outros exemplos do  trabalho de Serrano em Madri como o busto a Antonio Machado, na Biblioteca Nacional ou no Museu ao Ar Livre no Paseo da Castellana.

O artista nasceu em 1908 em Teruel, estudou em Barcelona e começou usa carreira na Argentina e no Uruguai. Voltou a Espanha e ajudou a introduzir o expressionismo no país. Foi premiado em 1982 com o prêmio Príncipe de Astúrias e faleceu três anos depois. Para conhecer mais sobre a produção, basta ir a Zaragoza onde há um museu. Quem diria que atrás de uma escultura tem tanta história!
Postar um comentário