sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Igreja do Santíssimo Sacramento

Olá, queridos!

Passeando pelo Retiro, sempre me chamou a atenção uma igreja com duas torres em formas de pirâmide e um telhado que formava a letra A na fachada da igreja. Finalmente consegui entrar. Igrejas modernosas em Madri, feias por fora e bonitas por dentro, tem aos montes. A melhor época de visitá-las é a primavera e o verão, porque elas são decoradas com vitrais e com pouca luz não se aprecia o colorido dos mesmos.






Esta é a igreja do Santíssimo Sacramento e sede também do convento dos padres sacramentinos. Primeiro, construíram o convento entre os anos de 1948-1949; e a igreja, entre 1955-1966. Pelo que pude verificar José Maria de la Vega Samper foi o arquiteto das duas edificações. Aliás, este teve uma carreira variada, pois construiu as primeiras centrais telefônicas de várias províncias espanholas, como penitenciárias já que trabalhou para a Direção Geral de Prisões.





Mas voltemos à igreja. Ao entrar, nos deparamos com o formato triangular e um tento que parece estar em movimentos, pois ele está feito de linhas curvas. Sem capelas laterais e com apenas três imagens no altar principal, a igreja parecia antecipar os ventos do Concílio do Vaticano II. No centro, a imagem de Jesus repartindo o pão ladeado por imagens de Maria e são José. Nas laterias, os confessionários estão instalados em nichos que forma um pentágono. 





A grande estrela, porém, são os numerosos vitrais que exaltam a Eucaristia. Desde o gigantesco que decora o coro e os laterais, todos trazem de forma explícita ou velada, referências ao sacramento.















Estas construções não agradam a maior parte das pessoas. Acho que tudos é uma questão de saber olhar, muito mais que de gosto. Também não aprecio o exterior da catedral do Rio, mas como ficar indiferente ao interior? Creio que talvez esta seja mais uma mensagem evangélica que os arquitetos de igrejas quiseram passar: não julgar pelas aparências e sim pelo que está dentro do nosso coração.

Postar um comentário