quinta-feira, 11 de setembro de 2014

O primeiro corte de cabelo

Olá, queridos!

       
Chegou o grande dia. O cabelo do pimpolho estava enorme e de nada adiantava penteá-lo que continuava um ninho de rato. Teríamos que cortar os cachinhos. Fui numa loja de roupas e brinquedos de crianças que tem uma cabelereira especializada para marcar hora. Eis o que aconteceu...

         (Por favor, leiam as duas versões da história antes de vocês jogarem pedras em mim.)

          - Bom dia! Queria marcar hora para cortar o cabelo do pimpolho.

          - Claro! Pode ser amanhã a tarde na hora X?

          - Perfeito. Só tenho uma dúvida. Como é que vocês vão fazer para o meu filho ficar quieto?

          - Sem problemas. Nós sedamos as crianças e elas ficam quietinhas.

           - Sério ? E como funciona?

           - Você não costuma drogar o seu filho para ele ficar quieto?

           - Não.

          - Entendo. Mas não se preocupe. É uma dose pequena, o suficiente para cortar o cabelo.

          - Ok. Até mais tarde.

          Fui no dia seguinte, e a cabelereira perguntou:

           - Que tipo de drogas ele prefere?

            - Nenhuma. Não deixo ele se drogar.

          - Tenho certeza que ele vai gostar desta aqui.

           Então, meu filho foi drogado, nem piscou e teve seu cabelo cortado. Espantados? Agora releiam a história novamente abaixo onde substituo as palavras "droga" e "sedação"; e incluo algumas explicações.

            - Bom dia! Queria marcar hora para cortar o cabelo do pimpolho.

          - Claro! Pode ser amanhã a tarde na hora X?

          - Perfeito. Só tenho uma dúvida. Como é que vocês vão fazer para o meu filho ficar quieto?

          - Sem problemas. Nós colocamos desenho animado para as crianças assistirem e elas ficam quietinhas.

           - Sério ? E como funciona?

           - Você não deixa seu filho ver televisão para ele ficar quieto?

           - Não. Ele é muito pequeno e já tem que falar com minha família por Skype muitas vezes. O único desenho animado que ele conhece é a avó.

          Voltei no dia seguinte, e a cabelereira perguntou:

           - Qual o desenho animado que ele prefere?

            - Nenhum. Não deixo ele assistir ainda.

          - Tenho certeza que ele vai gostar desta aqui. - e deu play no DVD.

              O pimpolho nem piscou. Imagino que vocês devem ter me xingado na primeira versão e assentido na segundo; porém meu filho só tem um ano e três meses e vai ter a vida inteira para ficar diante da telinha.

PS: A foto acima não é do cabelereiro onde fui, mas reflete o local. Fonte:  http://www.ddecoracion.com/locales-comerciales/peluqueria-exclusiva-para-ninos/

   


Postar um comentário