terça-feira, 8 de outubro de 2013

Dia das Crianças na Espanha

Olá, queridos!

     
          Se as datas históricas e feriados servem para algo é para a reflexão, já diziam meus professores da faculdade. A quatro dias do Dia das Crianças me dei conta que não existe esta data na Espanha. Será mesmo? Antes de escrever este post perguntei ao oráculo e ele me respondeu: 20 de Novembro é o dia das Crianças na Espanha. Mas como não havia percebido depois de três anos morando por aqui? Dessa vez não perguntei ao Google, pois a resposta veio cristalina: comércio.

        Aliás, todas as festas aqui em Madri passariam em branco para mim. Não há aquele apelo publicitário, nem o comércio bombardeando 24 horas por dia que você tem que comprar algo para presentear um ente querido. Isso significa que os espanhóis não gostam de festa? Adoram! Cada cidade festeja pelos menos três santos padroeiros, mais uma festa no verão e ainda todas as datas de mãe, pai e namorados que temos no Brasil. E gostam de crianças? Amam. Sempre tem uma vovozinha que mexe com o meu filhote na rua.
 
      Uma das grandes festas para os pequenos é o dia de Reis. Na Espanha, o Natal, é um motivo para ir a missa e reunir a família. O Papai Noel não faz muito sucesso; afinal, quem traz os presentes são os reis Magos, no dia 6 de janeiro. No dia cinco, não há cidadezinha perdida no mapa que não faça um cortejo - chamado de "cabalgata" - para homenagear Gaspar, Baltazar e Melchior. Estes abrem o desfile, como podemos ver na foto à esquerda.

        Participam desde as associações de bairro até os canais de televisão que competem para ver quem tem o carro alegórico mais bonito. Este é o ponto crítico porque vários os personagens dos desenhos animados, como se vê à direita, comparecem e não deixa de ser uma propaganda para incentivar a compra de bonecos e afins. Outra crítica é que os participantes jogam balas para as crianças, mas creio que é o mal menor de uma festa tão linda. No dia seguinte, as crianças que se comportaram bem ganham presentes e já aquelas que se comportaram mal, os Reis Magos lhes deixam carvão!

     
 Outra festa voltada para as crianças acontece nas cidades que tem São Justo e São Pastor como padroeiros. Os dois eram meninos quando foram martirizados pelos romanos. Assim, numa cidade como Alcalá de Henares, que está a 40 minutos de Madri, as barracas, brincadeiras e shows são voltados para o público infantil como esta contação de história onde um ator, paramentado de romano, narrava o martírio dos santos para a criançada.







        Agora que fui promovida à mãe fico pensando como vou criar o meu filho entre duas culturas tão próximas, mas ao mesmo tempo tão diferentes. O ideal seria pegar o melhor de cada uma e aí teríamos uma educação digna. Porém, este é um objetivo inatingível, como o próprio nome já diz. No próximo dia 12, como boa brasileira, vou contar-lhe que é dia das crianças no Brasil; entretanto, como estamos na Espanha, será uma celebração discreta, com brincadeiras e uma comida especial, sem consumo desnecessário. Espero que ele entenda.

Atualização 20/11: Hoje chegou o bendito dia. Na verdade, aqui se comemora o dia da Infância, instituído pela Unicef. No lugar de presentes sobraram reportagem a respeito da exploração infantil, acesso à educação e o risco de pobreza que correm as crianças espanholas atualmente. Gostei.


     
   

     
Postar um comentário