terça-feira, 22 de outubro de 2013

Perón em Madri

Olá, queridos!

       
Ontem falamos de Eva Perón, sua estátua e o jardim com seu nome. Mas e o marido? Pois este também tem estátua, jardim e avenida com o seu nome. Tantas lembranças tem seu motivo. Afinal, além de ter ajudado a Espanha em 1947, Perón ficaria exilado aqui até a década de 70, se casaria com Isabelita e articularia a sua volta à Argentina. Aliás, a última esposa do general vive até hoje em Madri e segundo dizem, leva uma vida discreta.

      O jardim é pequeno, mas charmoso e conta com área para totós, brinquedos para crianças e restaurantes com varandas no verão. E, claro, lá está o general uniformizado, desde 1975, por obra do escultor Agustín de la Herrán, vigiando o trânsito.
Postar um comentário