sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Museu das Orígens

Olá, queridos!

       É impressionante como um simples passeio, às vezes, sai muito melhor que o esperado. Bem, como é certo que o contrário também pode ser verdade! Enfim, por sorte, deu-se o primeiro caso quando fomos visitar o bairro de La Latina para despedir-nos do calor, mas surpresa das surpresas, encontramos aberto o museu das Origens, que conta a história de Madri.

A construção é uma recriação de um palacete do século 16, já que o original foi derrubado na década de 70, do século passado. Ainda que não seja o verdadeiro é possível admirar o belo pátio com uma fonte e também uma capela privativa com pinturas louvando a San Isidro.

     
Ora, e porque o padroeiro de Madri? Simples: o Museu está localizado onde teria sido a casa dos patrões de São Isidro. Lá está o poço onde seu filho caiu, mas graças às orações do santo, as águas cresceram e o menino foi resgatado são e salvo. Vou dizer um segredo: São Isidro é forte e é amigo do Homem, pois o poço é fundo, viu...

       
A coleção exposta também é muito interessante. Através de uma tela em 3D o visitante conhece os animais que habitaram o rio Mazanares e podem ver os  fósseis de elefantes, cavalos e touros que viveram por ali. Emocionante ver o habitat desses animais serem recreados na sua frente. Igualmente é possível admirar, no sotão, vasos, utensílios domésticos e de caça dos primeiros povoadores da região passando pelos romanos, visigodos, árabes e novamente, os cristãos. Esta disposição segue a mesma dos museus em Toledo, Alcalá de Henares, Córdoba ou Ávila.

     








Vale destacar as maquetes como a da recriação da primeira catedral de Nossa Senhora de Almudena e da igreja mais antiga da cidade, a de São Pedro. A catedral era uma antiga mesquita convertida em igreja, logo depois da conquista da cidade, em 1085. Foi reformada no século 18, mas definitivamente derrubada. Atualmente, o vizinho curioso, guarda com zelo as ruínas do templo.
Postar um comentário